HISTÓRIA DO JOSEPH PILATES

 

Joseph Hubertus Pilates nasceu em 1880 próximo à cidade de Dusseldorf na Alemanha.

Devido à sua saúde frágil na infância sofreu de asma, febre reumática, bronquite e raquitismo, decidiu dedicar-se ao estudo do corpo humano aprofundando os seus conhecimentos nas áreas da anatomia, física, biologia, fisiologia e medicina oriental e ocidental, com o objetivo de melhorar a sua saúde e condição física.

Para a melhora da sua condição física Pilates praticou mergulho, boxe, esqui e ginástica artística. Em 1912, aos 32 anos tornou-se boxeador profissional e mudou-se para a Inglaterra, onde trabalhou como instrutor de defesa pessoal da polícia civil inglesa (Scotland Yard) e artista de circo.

Junto com sua trupe de circo saiu em turnê pela cidade de Londres no período da primeira guerra mundial. Em 1914 foi considerado inimigo estrangeiro recluso no campo de concentração de Lancaster. Em Lancaster atuou como enfermeiro, ajudando na recuperação dos feridos de guerra e treinando outros internos com os exercícios que criou.

Utilizava molas das camas hospitalares para iniciar a tonificação dos músculos dos pacientes, mesmo antes de poderem se levantar, criando os aparelhos que são utilizados até hoje: Reformer, Cadillac, High Chair, Wunda Chair, Arm Chair, Ladder Barrel, Spine Corrector, Mini Barrel, Wall Unit, Guillotine, Ped-o-Pul, além de vários acessórios como Magic circle, Neck Strecher, Foot Corrector, Toe exerciser, Push Up Device, Airplane Board e Sande Bag. As experiências com enfermos, feridos e mutilados e as amplas influências de outras técnicas tornaram-se a base do seu método.

Seu trabalho foi reconhecido quando, em 1918, ocorreu uma epidemia do vírus influenza, dizimando milhares de ingleses, embora nenhum dos internos sob seu treinamento tenha sido infectado. Notou-se, nesta oportunidade, que os mesmos tiveram saúde beneficiada graças aos treinos e exercícios a que foram submetidos, ainda que não existissem comprovações científicas na época.

Após o fim da guerra, Joseph Pilates retornou à Alemanha e deu continuidade aos estudos do seu método, onde conheceu nomes importantes da dança e técnicas de movimento como Rudolf Von Laban.

 

 

Em 1926, aos 46 anos, Pilates emigrou para os Estados Unidos, fundando, em Nova York, seu primeiro estúdio atraindo, imediatamente, a atenção do público da dança. Famosos bailarinos da época viram-se beneficiados com a sua técnica, como Martha Graham, professora, bailarina e coreógrafa pioneira da dança moderna, Ruth St. Denis, Ted Shawn e George Balanchine, fundador da Scholl of American Ballet e diretor da companhia que viria a ser o New York City Ballet como é conhecido atualmente.

Na década de 60 seus discípulos começaram a abrir seus próprios estúdios, alguns se mantiveram fieis ao método como Romana Kryzanowska, e outros como Carolla Frier, Ron Fletcher, Kathy Stanford- Grandt, Eve Gentry e Bruce King acrescentaram seus próprios conhecimentos.

Joseph Pilates afirmava que estava pelo menos cinqüenta anos a frente de sua época, pois ainda não havia a fisioterapia, e a medicina tradicional apresentou resistência, ainda que o método tenha provado sua eficiência, reabilitando pessoas de varias lesões e disfunções musculoesqueléticas. Pilates tornou-se um exemplo de saúde totalmente recuperado de seus problemas de infância.

Joseph Pilates faleceu aos 87 anos em 1967, quando ao tentar salvar seus equipamentos de um incêndio em seu estúdio, inalou uma quantidade excessiva de gases tóxicos. Após sua morte, sua esposa Clara deu continuidade a seu trabalho.

Pilates acreditava que o objetivo de uma pessoa saudável era ter uma mente forte e com ela obter controle total do próprio corpo. Sendo assim criou exercícios caracterizados por alongar e fortalecer global simultaneamente a musculatura, sendo feitos no solo (mat pilates) e utilizando a resistência do próprio corpo realizados com aparelhos de sua criação dotados de molas e polias para promover resistência.